quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

SOLILÓQUIO

Maria da Conceição Ouro Reis


Você vive a sonhar um mundo diferente.
Você que faz da morte um início de algo,
Não se restringe ao torpe, ínfimo viver.
Os cães famintos roubam...deixe-os roubar.
O injusto é feliz e o justo sucumbe.
O feroz sobrepuja a mansidão serena.
A luxúria tem prêmio, a inocência é nada.

                                  ESCUTE:

O próprio Deus precisa deitar-se no espaço,
E descansar um pouco a imaginação.
Espere que um dia Ele há de acordar.
Então, com o seu olho eterno ele verá
Tudo que hoje o faz incrédulo, infeliz.
Mas desperto um minuto, dorme eternamente.

Será preciso que seu grito atinja o infinito,
E Deus reconheça você.