sábado, 7 de maio de 2016

Mãe

Nossa homenagem para todas as mães do mundo
Pintor: Samuel Baruch Halle, colhido no precioso álbum de Regina Célia Pereira Mendonça.

De Maria Lígia M. Pina 

Mãe que é mãe, é bondade, é carinho,
Mãe é nutriz para o corpo e para a alma.
Mãe é amor sem limites, é ternura, é abrigo.
Mãe é colo, é aconchego, é ombro amigo.

Mãe é psicóloga, sem conhecer psicologia.
Mãe lê em nossos olhos a dor que nos oprime,
e suave, nos conduz à catarse que alivia.
Mãe é mais sábia e poderosa do que fada madrinha.
Mãe é deusa, mãe é escrava e é rainha.

Mãe é doutora em várias profissões,
mesmo sem cursar qualquer academia.
Mãe é a bússola  que nos orienta
Mãe é luz, é sabedoria, é o amor de Deus
iluminando sempre as nossas vidas.

Um dia... a Mãe parte numa viagem sem retorno
de onde nem sequer se tem notícia.
Sem a Mãe nos sentimos sozinhos, abandonados.
Mas um dia descobrimos encantados:
O amor de Mãe é mais forte do que a morte.

Seja de onde for, do lugar onde estiver
A mãe continua nos amando e protegendo
mais ainda, tendo como fiel intercessora
A Mãe Maior – A Sublime, a Santa Virgem Maria!

(Em 11 de maio de 2008)