segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Reminiscência


Izabel Cristina Melo


Bendito o amor que senti um dia
E fez meu coração desabrochar
Encheu-me o peito de tamanha alegria
Parecia nunca se acabar

Foi um amor forte, infinito
Inundou minha’alma e o coração
Era tão grande que
Apenas um grito
Não bastaria para soltar tanta emoção

E hoje recordo com saudade
Aquilo que pensando ser amizade
Tu inocente não compreendias

Ao ver a minha face enrubescer
Sorrias e brincavas sem saber
Que era amor, só amor, o que eu senti