sexta-feira, 4 de maio de 2012

Uma ponte para a Lua

                                                                      Fotos incríveis-web

 Maria da Conceição Ouro Reis


Era noite.
Os pontos luminosos piscando, piscando,
zombavam das formiguinhas, aqui, da terra.

Os peixes estavam revoltados
porque a todo custo queriam enfeitar-se
com os raios do luar
que incidiam nas espumas brancas,
das águas do mar.

Os senhores do oceano
vomitavam jatos d’água quilométricos
-eram as baleias impassíveis, ricas, fofas-
que  só viam a água saída de si
e nem sequer desconfiavam que a alvula do
 líquido era provinda do ato.

E os cardumes, em loucura coletiva,
queriam captar o raio de luar.

Um ouriço, uma ostra, um siri, uma inta
sofriam a gelidez da distância malsã
que os deixava sós.

E foi naquele momento,
que o Poeta encontrou a solução:
- construir uma ponte para a lua –
                  
xxx